quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Semana de Moda de Milão verão 2012: o que teve


Tudo culpa nossa. Praticamente "perdemos"a Semana de Moda de Milão. Tentamos nos redimir com um resumão do que rolou nas passarelas lombardas. Vai que você também se perdeu em outras paragens nesses dias... Então acompanhe as nossas impressões e depois do pulinho, um monte de vídeos dos desfiles. Confira!

Vamos começar pelas cores: os estilistas italianos continuam apostando no laranja. O amarelo e o turquesa também aparecem, combinados com tons neutros com especial carinho para os off-white. Quanto à silhueta, a característica do verão 2012 apresentado em Milão, foi a cintura marcada. Discrição nos acessórios e muitas cores nas roupas. 

A notícia que abalou os fashionistas do mundo inteiro foi a despedida da marca jovem da Dolce & Gabbana. O desfile que mostramos aqui foi o último da D&G. A derradeira coleção veio cheia de estampas macro. Já a Gucci voltou no tempo e apresentou uma coleção inspirada na arte déco. Emporio Armani também, com uma coleção basicamente black&white que Giorgio Armani definiu como "Neodesign". 

Prada não decepcionou com um desfile também marcado pelas estampas. O divertido era o tema: carros! Dona Miuccia Prada levou para passarelas os motores dos anos 50, com mini Cadillacs e as chamas, que devem virar mania no próximo verão. Sereias sexies na passarela de Versace, vestidas de branco ou em tons pastel mas sempre enriquecidas com bordados, tachas e outros detalhes que encantaram a platéia do desfile. DSquared2 levou apresentou uma coleção muito realista, com o que estamos quase acostumados a ver nos blogs de street style. E ainda tem mais...



Moschino deixa de lado os cowboys do verão passado para se inspirar nos toureiros; Fendi, assinada por Karl Lagerfeld, apresentou uma coleção de uma simplicidade disfarçada. Por trás da silhueta limpa, um exercício caprichado de construção de cada peça, usando materiais de alta qualidade e acabamento de primeira. Missoni - sempre cheia de cores e volumes - se inspirou nos babados das ciganas para criar uma atmosfera gipsy chic. Pucci também apostou no estilo ciganos mas com uma pegada mais rock. 

Para a Dolce&Gabbana, Stefano e Domenico levaram a riqueza da cozinha mediterrânea para vestidos estilo anos 50. O resultado foram tecidos com estampas de berinjelas, tomates, cebolas, zucchines. Destaque na coleção os vestidos de renda, que deixam bem à mostra as curvas das mulheres super sensuais da grife e da Itália meridional. Modernismo na passarela de Marni, com estampas geométricas. 

Giorgio Armani buscou inspiração no brilho das pérolas para o verão 2012 da grife que leva o seu nome: tecidos brilhantes como as sedas furtacor e o cetim e a escolha de tons aquáticos que criam efeitos de luz e aquela sensação de que tudo flutua na passarela. "Re Giorgio", ousa proponto sapatos baixos para os looks de festa e saltos altos para os looks com a luz do sol. No final do desfile, modelos com vestidos brancos tempestados de cristais que irrompem a passarela de mãos dadas. 






















Um comentário:

Dani Rodrigues disse...

Amei o post! Parabéns!


Bjos
Dani Rodrigues
www.miscelaniumfashion.com
Twitter: @miscelanium
Facebook: @miscelaniumfashion